Whey Protein: o que é, para que serve e benefícios


COMPARTILHE AGORA MESMO

O Whey Protein é um suplemento proteico produzido a partir do soro do leite. O suplemento é utilizado como fonte de proteínas concentradas por praticantes de musculação ou qualquer outra atividade física que proporcione a hipertrofia muscular.

O Whey Protein possui algumas variações, cada um com uma quantidade específica e mais concentrada de proteínas e demais ingredientes que ajudam no processo de ganho de massa muscular. Alguns dos demais ingredientes que compõem o Whey Protein são os aminoácidos, tais como: leucina, isoleucina e valina.

O consumo do Whey Protein traz uma série de benefícios ao organismo, sendo ideal não só para o ganho de massa muscular, mas também para reparar micro danos sofridos pelos músculos durante os treinos. Além disso, o suplemento traz uma série de benefícios ao organismo como um todo, como o controle da pressão arterial e colesterol ruim.

Benefícios do Whey Protein

whey protein

Confira alguns dos principais trazidos pelo Whey Protein ao organismo:

Ajuda a ganhar massa muscular

Possivelmente o benefício mais conhecido do Whey Protein, o ganho de massa muscular é algo desejado por total ou quase totalidade do público que consome o suplemento proteico. Isso se deve à composição do suplemento, que além de apresentar proteínas concentradas em sua composição, possui uma série de nutrientes fundamentais para a hipertrofia muscular.

O efeito milagroso do Whey Protein para o ganho muscular se deve a sua composição rica em aminoácidos e proteínas concentradas, mas especialmente aos aminoácidos de cadeia ramificada, os quais são responsáveis por reparar micro lesões que ocorrem nos músculos durante os treinos.

Somado a isso, o suplemento ajuda durante o treino fornecendo energia, com a presença de carboidratos em sua composição. Porém, é importante que para os efeitos de hipertrofia serem alcançados, é necessário a prática periódica de exercícios físicos somados a uma alimentação balanceada.

whey protein

Ajuda a fortalecer o sistema imunológico

Embora ainda em estudo, a literatura científica aponta o Whey Protein como relevante para a melhora do sistema imunológico. Isso ocorre devido à presença de aminoácidos imunomodulares que ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Mesmo ainda em estudo, estudo apontam que o suplemento pode ser benéfico para pacientes que sofrem de HIV, visto que o Whey Protein ajuda a conservar a massa magra no organismo e fortalecer o sistema imunológico.

Auxilia no controle da pressão arterial

Mais um dos benefícios em estudo, o controle da pressão arterial é mais um dos grandes benefícios do Whey Protein que podem ser comprovados a qualquer momento. Os estudos se embasaram em pesquisas, as quais evidenciaram a presença de aminoácidos que ajudam o organismo no controle da pressão arterial.

Ajuda no controle do colesterol

Ainda muito controverso, o controle do colesterol ruim no organismo é outro benefício ainda em estudo. Pesquisas apontaram que o Whey Protein se mostrou eficaz na redução do colesterol ruim (LDL) no organismo, entretanto, ainda não é possível apontar esse benefício como algo assertivo.

Controle da glicose no organismo

O controle da glicose é outro benefício em estudo, embora grandes evidencias já se tenham se mostrado. De acordo com a literatura científica, o Whey Protein se mostrou eficaz no controle dos níveis de glicose na corrente sanguínea, porém ainda são necessários estudos para comprovarem o que foi apresentado pelos cientistas.

Como consumir Whey Protein

whey protein

O consumo do Whey Protein é indicado sempre após os treinos, não necessário que o suplemento seja consumido em dias que você não pratica atividade física. É importante ressaltar que o suplemento não deve sob hipótese nenhuma substituir alguma das principais refeições diárias. Em casos específicos, o Whey Protein pode substituir os lanches entre as principais refeições diárias, porém é necessário que o suplemento seja enriquecido com fontes de fibras. Sendo assim, é válido lembrar que essa substituição atrapalha no processo de hipertrofia muscular. O suplemento pode ser ingerido com água, sucos ou vitaminas, ou qualquer outra fonte de carboidrato.

Cuidados ao consumir Whey Protein

Alguns cuidados devem ser tomados para evitar que o consumo do Whey Protein traga algum tipo de prejuízo à saúde. Um dos principais pilares que devem ser seguidos para que o consumo do suplemento não afete o seu metabolismo é aumentar o consumo de água, uma vez que ao consumir suplementos proteicos os rins precisam trabalhar mais para conseguir metabolizar as substâncias ingeridas.

É importante manter a atenção na procedência do suplemento e conferir se o mesmo é regulamentado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Caso o produto adquirido por você não possua o selo de legalidade da agência, não consumo de forma alguma o produto, visto que o mesmo pode trazer prejuízos à sua saúde.

Por fim, é importante avaliar os possíveis riscos de ingredientes que possam causar alergia. Intolerantes à lactose, por exemplo, devem optar por algumas variações do suplemento para não sofrer com algum problema de saúde, como o Whey Protein hidrolisado. É relevante que você sempre busca a ajuda de um profissional da área da saúde para maiores orientações e informações sobre o consumo do suplemento, não sendo recomendado o consumo por conta própria.

Whey Protein engorda?

whey protein

Tudo vai depender da quantidade e da rotina adotada durante o consumo do suplemente. Isso quer dizer que para você consumir o suplemento, você precisa ter uma dieta balanceada somada uma rotina de exercícios físicos periódicos. Adotando esses hábitos, você não ganhará engordará e sim ganhará massa muscular.

Riscos do consumo em excesso

Os principais riscos envolvidos no consumo do Whey Protein estão relacionados ao consumo exagerado do suplemento. Isso se mostra como um fator de risco uma vez que o suplemento exige os rins trabalhem mais para metabolizar as proteínas consumidas. Somado a isso, é preciso evidenciar também que o consumo exagerado do produto pode sobrecarregar o fígado, o qual é responsável por metabolizar os aminoácidos ingeridos pelo organismo.

Deixe uma resposta