Sinusite: o que é, sintomas e como tratar


COMPARTILHE AGORA MESMO
Avalie este post

A sinusite pode ser caracterizada como inflamação na região facial, mais especificamente nas cavidades ósseas em torno do nariz, maçãs do rosto e olhos. A doença pode se manifestar no organismo devido à três fatores principais, são eles: quadro alérgico, alguma circunstância que atrapalhe o processo de drenagem de secreção dos seios da face, ou se manifestar como sintoma secundário de uma infecção.

Tipos

A sinusite possui dois tipos, são eles:

  • Sinusite aguda: quando os sintomas da doença estão presentes a um período inferior a 12 semanas;
  • Sinusite crônica:quando o inchaço e a inflamação da face, especificamente dos seios nasais, ultrapassam um período de 12 semanas.

Causas

A sinusite possui duas causas principais, a primeira dela corresponde a fatores alérgicos, e o segundo está relacionado a agentes infecciosos, como: vírus, bactérias e fungos. Outro fator que contribui para o desencadeamento da doença, é a poeira, cheiros ativos ou choque térmico. A exposição a agentes químicos ou alterações na região fácil, especificamente na região nasal, também contribuem para a manifestação da doença. Em casos mais extremos e raros, tumores podem levam à sinusite.

Fatores de risco

Dentro da sinusite crônica, existem diversas causa, onde as mais comuns são:

  • Pólipos nasais: crescimento de um tecido na região nasal, bloqueando os seios nasais.
  • Reações alérgicas: as reações alérgicas são uma das mais comuns. Pacientes que são expostos a poluição, pólen, ácaro, poeira, mofo, pelos de animais entre muitos outros contribuem para o desenvolvimento da doença.
  • Alergias: doenças alérgicas, como a asma e rinite podem contribuir para o aparecimento da doença.
  • Desvio de septo nasal: quando a parede nasal não está alinhada, ocorre restrição nas passagens do seio nasal.
  • Trauma na face: algum osso fraturado na região nasal pode contribuir para o surgimento da doença.
  • Doenças que afetam a imunidade: doenças como AIDS, fibrose cística entre outras doenças, contribuem para o surgimento da sinusite.
  • Infecções respiratórios: doenças que atacam o sistema respiratório contribuem para o surgimento da doença.
  • Alterações na altitude: voar ou mergulhar.
  • Tabagismo: o tabagismo também favorece o surgimento da doença.

Sintomas de Sinusite

Os sintomas da sinusite se manifestam de maneira diferente em cada um dos seus tipos. Na sinusite aguda, é comum tosse assim como a febre, além de se tratar de uma infecção temporária. Na sinusite crônica, os sintomas da tosse são mais comuns, porém a febre quase nunca aparece, além da doença perdurar por um período maior que 12 semanas.

A sinusite crônica também pode ser conhecida mediante apresentação de outros sintomas, como: redução ou perda do olfato, dor de ouvido, dor de garganta, dor de cabeça, dores no maxilar superior e dentes, entre muitos outros.

Diferencie os sintomas de sinusite e renite

É comum uma confusão entre a renite e a sinusite. Mas, as duas podem ser facilmente identificadas e separadas entre si. Alguns dos sintomas apresentados na renite são bem mais brandos quando comparados com os sintomas da sinusite. Alguns desses sintomas são: irritação no nariz, coriza, nariz entupido e espirros.

Enquanto na sinusite, os sintomas não são restritos somente ao nariz, como a renite. Na sinusite, os sintomas atacam os seios da face, e possui sintoma como: secreção com cor no nariz, nariz entupido, tosse e pressão na face. É importante ressaltar que a renite pode levar ao desenvolvimento da sinusite.

Buscando ajuda médica

Alguns especialistas da área da saúde que podem diagnosticar a doença são:

  • Otorrinolaringologista;
  • Clínico geral;

Diagnóstico de sinusite

O diagnóstico da doença é feito estritamente na clínica, assim, através do seu diálogo com o médico ele poderá diagnosticar a doença. Porém, existem outros casos onde serão necessários exames para a conclusão do diagnóstico da doença, alguns deles são:

Endoscopia nasal

Um tubo fino e flexível com uma luz de fibra óptica na ponta é introduzido pelo nariz do paciente, possibilitando o médico visualizar o interior das cavidades nasais.

Testes de alergia

Em casos onde deseja-se concluir qual o tipo da doença, o profissional da saúde que estiver te atendendo pode solicitar exames de alergias, que ajudam a identificar o alérgeno que causa a sinusite.

Outros exames

Outros exames podem ser recomendados pelo médico, tais como: exame de sangue, exames de cloro e suor, entre outros.

Tratamento de sinusite

Existem muitos medicamentos que podem ser utilizados para o tratamento da doença, inclusive tratamento de origem natural, confira alguns deles:

  • Solução salina: a mistura de água e sal ajudam a dissolver as secreções presentes na região nasal;
  • Corticoides nasais:os sprays ajudam a tratar e controlar inflamações na região nasal devido a sinusite. São considerados opções melhores que os corticoides orais, pelos baixos riscos de efeitos colaterais;
  • Corticosteroides orais ou injetáveis:medicamentos mais indicados para os pacientes com sintomas mais graves da doença, principalmente nos casos de pólipos nasais. São indicados ser ingeridos somente sob prescrição médica, uma vez que se utilizado durante longo período de tempo pode trazer sérios efeitos colaterais.
  • Descongestionantes: podem ser facilmente encontrados nas farmácias, em formato de comprimido, spray ou líquido. Devem ser utilizados por um curto período de tempo devido aos seus efeitos no organismo.
  • Antibióticos: os antibióticos são utilizados nos casos onde o paciente está com uma infecção bacteriana. É importante lembrar, que antes de se medicar com algum antibiótico, você busque orientação de algum profissional.

Cirurgias para sinusite

Em casos mais severos, onda a doença resiste ao tratamento, o médico pode recomendar que você realize uma cirurgia. A cirurgia ocorre com a um endoscópio na região nasal que possibilita o médico identificar onde ocorre a obstrução, utilizando assim diversos instrumentos para realizar o procedimento. Ele pode optar por remover o tecido ou realizar uma raspagem o pólipo.

Medicamentos para a sinusite

Os medicamentos mais utilizados para a sinusite são:

  • Amoxicilina + Clavulanato de
  • Potássio
  • Ampicilina Sódica
  • Arflex
  • Astro
  • Avalox
  • Azitromicina
  • Bactrim
  • Bi Profenid
  • Broncho-Vaxom
  • Bacteracin e Bacteracin-F

É importante lembrar que somente o médico pode recomendar qualquer tipo de medicamento para o tratamento da sinusite, assim como as dosagens e frequências. É importante que você siga à risca as recomendações médicas e nunca se automedique.

Sinusite tem cura?

Seguindo o tratamento adequado e todas as recomendações médicas, você certamente será curado da doença. Porém, caso os ataques da doença permaneçam, é necessário averiguar se não exista alguma outra doença secundária que esteja causando o problema.

Complicações possíveis

Mesmo que raro, ainda é possível que existam complicações da sinusite. Essas complicações podem incluir:

  • Abcesso;
  • Infecção óssea;
  • Meningite;
  • Infecção na região das pálpebras.

Em casos de sintomas mais graves, é preferível que você busque ajuda médica o mais rápido possível. Algumas dessas complicações são:

  • Dor ou inchaço ao redor dos olhos
  • Testa inchada
  • Forte dor de cabeça
  • Febre
  • Confusão
  • Visão dupla ou outras alterações na
  • Visão
  • Torcicolo
  • Falta de ar.

Convivendo (prognóstico)

Muitas vezes os sintomas constantes da sinusite podem causar um enorme estresse para o paciente. Algumas sugestões nesses casos são:

Diminua o ritmo

Evite realizar atividades que tornam mais fortes os sintomas da doença. Caso seja inevitável, durante a atividade realize pausas.

Controle as doenças relacionadas

Caso você sofra de outras doenças que podem contribuir para as crises de sinusite, tente controlar ao máximo essas doenças.

Inale vapor

O ressecamento da região nasal é o ambiente perfeito para a proliferação de micro-organismos que podem causar o desenvolvimento da sinusite em você. Inalar é uma excelente opção para evitar o ressecamento dessa região, além de promover a limpeza das vias aéreas.

Fique longe de cigarro

O cigarro é altamente irritante para o nariz. Isso porque o tabagismo prejudica o batimento ciliar, que consiste no movimento de pequenos pelos que drenam as secreções da cavidade nasal. O fumo passivo, é muito prejudicial para as crianças, por possuírem cavidades nasais menores que facilmente ficam congestionadas.

Beba água

Ingerir água é um verdadeiro remédio para quem sofre com a doença ou para quem deseja evita-la. Isso porque a ingestão de água fluidifica todas as secreções do organismo, um processo essencial para combater a sinusite. A ingestão de água é ainda mais importante nos casos de sinusite causadas por vírus ou bactérias.

Elimine alérgenos do ambiente

As pessoas que sofrem de algum tipo de alergia respiratória sabem muito bem que pequenas coisas como o pó podem trazer uma irritação gigantesca para o nariz. Por isso, é de suma importância manter o ambiente livre de alérgenos, poeira e demais fatores que contribuem para o desenvolvimento da sinusite nas pessoas. Quando atingem o paciente, é comum espirros, coceira nos e olhos e inchaço nas estruturas nasais.

Proteja-se do frio

Durante o período de inverno, ou mesmo para as pessoas que vivem em lugares que constantemente estão com baixas temperaturas, é comum a sinusite ou o ambiente propício para o seu desenvolvimento. Isso se dá ainda mais frequente quando existe uma mudança drástica de temperaturas mais quentes para temperaturas mais frias. Isso ocorre porque o nariz é responsável por aquecer o ar antes que deixa-lo passar o organismo. Quando ocorre o choque térmico, essa função fica suspensa, e todo o ar entra diretamente no organismo.

Desligue o ar condicionado

O ar condicionado propicia o ambiente perfeito para o desenvolvimento da sinusite. Isso porque o ar condicionado retira a umidade do ar, deixa o ambiente frio e ainda proporciona a concentração de poluentes quando não é submetido regularmente a uma limpeza. Por isso, sempre que possível, desligue o ar condicionado.

Durma com a cabeça elevada

A melhor maneira de dormi, é com a face virada para cima. Isso porque dessa maneira, facilita a drenagem das secreções diminuindo o congestionamento.

Remédios caseiros para sinusite

  • Chá de camomila;
  • Cloreto de magnésio;
  • Suco de espinafre;
  • Nebulização com eucalipto, água e sal.

 

Deixe uma resposta