Prednisona: para que serve e como usar


COMPARTILHE AGORA MESMO
Avalie este post

O medicamento prednisona é indicado para:

  • Doenças no sistema endócrinas, conhecido como doenças das glândulas;
  • Doenças osteomusculares, ou seja, doenças dos ossos e músculos;
  • Distúrbios do colágeno, ou seja, doenças que afetam vários órgãos e tem causa autoimune;
  • Doenças dermatológicas, as doenças da pele;
  • Doenças alérgicas;
  • Doenças oftálmicas, doenças que afetam os olhos;
  • Doenças respiratórias;
  • Doenças hematológicas, as doenças que surgem no sangue;
  • Tumores;
  • Outras que respondam ao tratamento com corticosteroides.

Ação esperada

O medicamento possui um poderoso efeito anti-inflamatório, antirreumático e antialérgico, sendo ideal no tratamento de doenças que correspondam à corticoides.

Prednisona

Contraindicações

O medicamento é contraindicado para pessoas que já sofreram com infecções sistêmicas causadas por fungos, ou demonstrou reação adversa ou incomum à prednisona, assim como aos outros corticoides ou qualquer um dos componentes presentes no medicamento.

Como usar?

O medicamento deve ser consumido pela manhã com algum líquido, de preferência água. A dosagem do remédio vai ser determinada pelo seu médico, assim, deve obedecer ao seu caso específico e a gravidade da sua doença.

Efeitos colaterais

A prednisona prova alguns efeitos colaterais em determinadas regiões, veja algumas delas:

  • Ossos e músculos;
  • Estômago e intestino;
  • Pele;
  • Sistema nervoso;
  • Glândulas;
  • Olhos;

Apresentação de Prednisona

Uso oral

Uso adulto e pediátrico

Laboratório: EMS

Comprimido de 5 mg

Embalagem contendo 20, 60*, 90*, 500** comprimidos.

Comprimidos de 20 mg

Embalagem contendo 10, 30*, 60*, 500** comprimidos.

*Embalagem fracionável

**Embalagem hospitalar

Composição de Prednisona

Cada comprimido de 5 mg contém: prednisona……………………………….5 mg

Excipiente* qsp ……………………………………………………………………….1 com * polividona, lactose monoidratada, estearato de magnésio, amido.

Cada comprimido de 20mg contém: prednisona ……………………………20,0 mg

Excipiente* qsp …………………………………………………………………………1 com * polividona, lactose monoidratada, estearato de magnésio, amido.

Para que serve Prednisona

O medicamento prednisona é indicado para doenças endócrinas (doenças das glândulas); doenças osteomusculares (doenças dos ossos e músculos); distúrbios do colágeno (doenças que afetam vários órgãos e tem causa autoimune); doenças dermatológicas (doenças da pele); doenças alérgicas; doenças oftálmicas (doenças dos olhos); doenças respiratórias; doenças hematológicas (doenças do sangue); tumores e demais enfermidades que respondam satisfatoriamente ao tratamento com corticoides.

Ação esperada de Prednisona

O medicamento possui propriedades que proporcionam poderoso efeito anti-inflamatório, antirreumático e antialérgico no tratamento contra doenças que corresponda satisfatoriamente s corticoides.

Contraindicações e riscos de Prednisona

O medicamento é contraindicado para pessoas que já sofreram com infecções sistêmicas causadas por fungos, ou demonstrou reação adversa ou incomum à prednisona, assim como aos outros corticoides ou qualquer um dos componentes presentes no medicamento.

Precauções e advertências de Prednisona

Advertências

Alguns outros problemas de saúde podem surgir durante o tratamento prolongado do medicamento, uma vez que o mesmo é capaz de sonegar algumas infecções no organismo e proporciona a diminuição da resistência do organismo.

O uso prolongado desse medicamento, pode causar catarata subcapsular posterior, glaucoma, e aumento do risco de infecções secundárias nos olhos por bactéria ou fungos. Podem surgir também problemas relacionados à pressão alta, retenção de sal e água e aumento na perda de potássio no organismo. Por isso, é importante que seu médico receite alguma dieta balanceada com menos sal e maior concentração de potássio.

Se você está utilizando o medicamento, não deve ter contato com pessoas que sofrem de varicela e sarampo. Em casos de contato direto, é recomendável que você procure o seu médico.

Pode ocorrer insuficiência suprarrenal no momento em que o consumo do medicamento for interrompido. Porém, para evitar qualquer tipo de transtorno do tipo, o recomendável é que o medicamento seja diminuído gradualmente na rotina.

O efeito do medicamento ocorre de maneira mais intensa em pacientes que são acometidos por hipertireoidismo ou cirrose.

O medicamento pode promover transtornos psíquicos ou agravar condições já existentes de instabilidade emocional.

É necessário que você avise seu médico caso você tenha algumas das doenças a seguir: colite ulcerativa, inespecífica; diverticulite; cirurgias intestinais recentes; úlcera no estômago ou no duodeno; insuficiência renal; hipertensão, osteoporose e miastenia gravis.

Precauções

Em casos onde o paciente possui infecção nos olhos decorrente do vírus herpes simples, é importante avisar o médico, uma vez que existe o risco e perfuração da córnea.

Veja algumas das doenças que você deve informar ao seu médico, caso você seja portador: colite ulcerativa inespecífica (inflamação do intestino com ulceração); diverticulite (inflamação em pequenas bolsas que podem se formar no intestino); cirurgias intestinais recentes; úlcera no estômago ou no duodeno; insuficiência renal; hipertensão (pressão alta); osteoporose (diminuição de cálcio nos ossos) e miastenia gravis.

Uso em crianças

Devido aos seus efeitos colaterais sobre o crescimento e produção de corticosteroide em crianças, é necessário que seja feito um acompanhamento médico em casos de consumo prolongado do medicamento.

Interações medicamentosas de Prednisona

Interações medicamentosas

É importante que você converse com seu médico e avise quais os medicamentos está tomando ou pretende tomar, pois assim, ele poderá auxiliar você sobre a interação desses medicamentos com a prednisona.

Se você estiver consumindo algum medicamento que contenha fenobarbital; fenitoína; rifampicina; efedrina; estrogênios (hormônios femininos); diuréticos depletores de potássio; glicosídeos cardíacos; anfotericina B; anticoagulantes cumarínicos; salicilatos; ácido acetilsalicílico; antidiabéticos e hormônios do crescimento, é necessário que você avise ao seu médico de imediato.

Interações com exames laboratoriais

O medicamento pode interferir nos resultados do teste nitroblue tetrazolium para infecções bacterianas, e assim produzir resultados enganosos.

Armazenamento, data de fabricação, prazo de validade, e aspecto físico de Prednisona

O medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente, 15º e 30º C, e deve ser protegido também da umidade.

Os comprimidos de 5 mg da prednisona são compridos de coloração branca, circulares e biconvexos.

Os comprimidos de 20 mg da prednisona são comprimidos de coloração branca, circulares e biconvexos.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide na embalagem.

Antes de ingerir o medicamento, observe seu aspecto e veja se ele não possui nenhum traço de irregularidade, caso possua, consulte o farmacêutico.

Posologia, dosagem e instruções de uso de Prednisona

O medicamento deve ser ingerido pela manhã com algum líquido.

Dosagem

A dosagem do medicamento vai variar de acordo com a necessidade de cada paciente, assim, seu medicamento receitará uma dose individualizada para você.

Em casos de adultos, o médico pode recomendar entre 5 mg e 60 mg diariamente, dependendo do tratamento realizado e o tipo de doença.

A doses pediátricas, vão variar de acordo com o peso também de cada criança. Assim, o que o seu médico provavelmente receitará será 0,14 mg a cada 2 mg/kg de peso por dia.

Após resultados favoráveis com o consumo do medicamento, seu médico irá diminuir as dosagens da prednisona até atingir a dose de manutenção.

O que devo fazer quando esquecer de tomar o medicamento?

Em casos de esquecimento da dose, tome a dose do remédio assim que se recordar do esquecimento. Em casos de muito atraso, não tome a dose dobrada, reorganize o horário e volta a ingerir o medicamento.

Reações adversas da prednisona

O medicamento durante o tratamento irá manifestar alguns efeitos no organismo, inclusive efeitos não desejados. Em casos de sintomas adversos, busque orientação médica para auxiliar você. Alguns desses efeitos são:

  • Alteração hidroeletrolíticas: retenção de sódio, perda de potássio, aumento do pH, baixos níveis de potássio, retenção de fluidos, insuficiência das funções do coração em pacientes mais sensíveis e aumento da pressão arterial.
  • Alteração dos ossos e músculos: fraqueza muscular, doença muscular; perda de massa muscular, miastenia gravis; osteoporose (diminuição de cálcio nos ossos); fraturas por compressão vertebral; necrose asséptica da cabeça do fêmur e do úmero; fratura patológica de ossos longos; ruptura de tendão.
  • Alteração no estômago e intestino: úlcera péptica com possível perfuração e hemorragia; pancreatite; distensão abdominal; esofagite ulcerativa.
  • Alteração na pele: retardo na cicatrização, atrofia da pele, pele fina e frágil; manchas vermelhas e/ou arroxeadas na pele; vermelhidão facial; transpiração excessiva; ausência de resposta em testes de pele; alergia na pele, como: dermatite alérgica, urticária e inchaço no rosto de origem alérgica.
  • Alteração nos olhos: catarata subcpsular, aumento da pressão nos olhos, glaucoma, olhos saltados.
  • Alteração no metabolismo: perda de proteína.
  • Alteração psiquiátrica: euforia, alteração de humor, depressão, alteração de personalidade, hiperirritabilidade e insônia.

É importante informar o seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico sobre o aparecimento de algum tipo de alteração anormal.

Superdosagem de Prednisona

Em casos de consumo do medicamento de forma exagerada apenas uma vez, poderá surgir reações adversas em pacientes que sofrem com algum problema, tais como pacientes diabéticos, que sofrem de glaucoma e úlcera. Poderá ocorrer a retenção de fluidos, aumento da pressão arterial, tontura, dor de cabeça, aumento da glicose no sangue, aumento da necessidade de insulina e antidiabéticos.

 

Deixe uma resposta