Pneumonia: tipos, sintomas, tratamentos e tudo sobre


COMPARTILHE AGORA MESMO
Avalie este post

A Pneumonia é uma doença grave que ocorre quando um agente infeccioso consegue penetrar no espaço alveolar, podendo além de agentes infecciosos ser causada pela presença de agentes irritantes na região, sendo eles bactérias, fungos, vírus, entre outros. Os agentes infecciosos da pneumonia não costumam ser transmitidos com facilidade, mesmo que a doença se apresente como uma gripe acentuada, mas a sua causa é, de certa forma, mais diferenciada e grave, sendo assim uma doença não contagiosa e nada transmissível.

Tipos de Pneumonia

Pneumonia

Pneumonia Viral

A Pneumonia Viral é um dos tipos de infecção que se instala diretamente nos pulmões, podendo chegar até os alvéolos pulmonares, ramificações terminais dos brônquios e ainda nos interstícios. Esse tipo da doença é causado pela entrada de agentes infecciosos no espaço alveolar, onde há a troca gasosa, devendo ser um espaço devidamente limpo, mas que com a presença do vírus gera a doença. Ela não é transmissível e nem contagiosa.

Pneumonia Bacteriana

A Pneumonia Bacteriana é causada por bactérias presentes no nariz, boca, garganta, pele e ainda sistema digestivo, que pode gerar o problema da Pneumonia quando o sistema imunológico se encontrar enfraquecido. A Pneumonia Bacteriana é um dos tipos mais comuns da doença.

Pneumonia Química

A Pneumonia Química ocorre quando há a inalação de substâncias agressivas ao pulmão, como fumaça, agrotóxicos e ainda outros produtos químicos agressivos. Quando entram em contato com a área do sistema respiratório elas inflamam a via aérea na parte onde se encontram os alvéolos, gerando a pneumonia.

Pneumonia por fungos

A Pneumonia por fungos é um dos tipos mais raros e bem mais complicado da doença, sendo considerado o mais agressivo. Esse tipo da doença só costuma aparecer em pessoas que tenham doenças crônicas imunodependentes, como pacientes soropositivo ou oncológicos, que tem certa tendência a enfraquecimento do sistema imunológico e desenvolvimento desse tipo da doença.

Causas da Pneumonia

As causas da Pneumonia vão variando de acordo com o tipo de Pneumonia ser tratada, mas de forma geral ela é causada por bactérias e vírus que se instalam na área dos alvéolos e contaminam a região, dando início à doença. Dentre as principais causas podemos listar:

  • Bactérias: causada comumente pela streptococcus peneumoniae.
  • Organismos que se assemelham a bactérias: causada pela mycoplasma pneumoniae, sendo menos grave.
  • Vírus: casos mais comuns em crianças menores de 5 anos, sendo leve no início, mas precisando de tratamento adequado pois pode piorar drasticamente.
  • Fungos: forma rara da doença, comum de se apresentar em pessoas com sistema imunológico enfraquecido.
  • Infecção hospitalar: causada pelo contato com bactérias hospitalares que tem a capacidade de geração da doença, sendo grave e precisando de tratamento adequado o mais rápido possível devido à alta resistência das bactérias.
  • Aspiração de substâncias anormais ao sistema respiratório: ocorre ao inalar comida, bebia, vômito ou ainda saliva que vão direto aos pulmões e podem gerar a doença.

Fatores de risco

Os fatores de risco que podem fazer com que a doença de agrave ou tenha mais chance de se desenvolver, são:

  • Fumo
  • Ar-condicionado
  • Álcool
  • Mudanças bruscas de temperatura
  • Resfriados mal curados

Sintomas de Pneumonia

Os principais sintomas da Pneumonia, de forma geral, são:

  • Febre alta, acima de 37,5°
  • Falta de ar
  • Dificuldade para respirar
  • Fraqueza corporal
  • Dor no tórax/peito
  • Tosse seca ou ainda com catarro de coloração amarela ou verde
  • Suor intenso
  • Náuseas e vômitos
  • Respiração acelerada
  • Perda de apetite
  • Dor abdominal
  • Dores no corpo em geral
  • Dor de cabeça
  • Coriza e espirros

Procurando auxílio médico

É necessário sempre que notar uma mudança no seu corpo de forma drástica e a apresentação de alguns desses sintomas a busca pelo médico, pois somente o profissional especializado da área da saúde irá conseguir lhe ajudar no melhor tratamento para lidar com o problema. O sintoma que mais leva pessoas á busca pelo médico quando apresentam Pneumonia é a febre, que se persistir por mais de 48 horas deve ser sinal alarmante e suficiente para a busca pelo profissional. O médico que pode fazer o acompanhamento da consulta ao tratamento é o Clínico Geral e o Pneumologista.

Exames e medicamentos

Os exames utilizados para saber como a doença se apresenta no corpo do indivíduo são os Exames de Sangue, Raio X do tórax, Oximetria de pulso e ainda Teste de escarro. Usando essas exames o profissional irá identificar de forma precisa o agente infeccioso que deu origem à doença, como ele se encontra e como está se desenvolvendo, para assim encontrar a melhor forma de tratar o problema. Dentre os principais medicamentos indicados no caso de Pneumonia estão o Astro, Aires, Azitromicina, Amoxilina, Ampicilina Sódica, Bromexina, Bactrim, Bepeben, Bisolvon, Cilodex, Clordox, Doxiciclina, Eritromicina, Fluitoss, Hincomax, Leucogen, Mucosolvan, Novamox, etc.

Complicações possíveis

A Pneumonia é uma doença que possui cura e pode ser tratada por completo sem causar sérios danos a saúde quando é diagnosticada desde cedo. Mas, caso esse diagnóstico e tratamento da doença demore, ela pode desenvolver uma série de complicações, como:

  • Bactérias na corrente sanguínea
  • Dificuldade de respiração
  • Acúmulo de líquidos na região dos pulmões
  • Abscesso pulmonar

Convivendo com a Pneumonia

Conviver com a doença significa ter um estilo de vida adequado enquanto estiver tratando o problema, sendo considerado como as medidas adotadas no prognóstico, após o diagnóstico adequado do médico, seguindo as suas orientações. Dentre as medidas estão:

  • Repousar bastante
  • Seguir o tratamento à risca, da forma que o médico recomendar
  • Usar todos os medicamentos indicados pelo médico, verificando sempre a quantidade e hora

Prevenindo a Pneumonia

Outra forma de fazer com que a doença esteja distante da sua vida é, de certa forma, prevenir que os agentes infecciosos entrem em contato com o seu sistema respiratório, sendo uma pessoa higiênica e precavida. Todas as vezes que assoar o nariz, ir ao banheiro e trocar fraldas procure lavar as mãos. Leve ainda antes de comer e de preparar alimentos. Não fume e esteja sempre vacinado com a contra a gripe e ainda com a vacina HIB, que previne o surgimento da doença, focando em crianças. Cuide da sua saúde e mantenha a Pneumonia longe, evitando complicações sérias causadas pela doença.

Deixe uma resposta