Nimesulida: para que serve, composição e como tomar?


COMPARTILHE AGORA MESMO
Avalie este post

Composição de Nimesulida

Cada comprimido do remédio contém:

Nimesulida………………………………….100 mg

Excipiente q.s.p…………………………..1 comprimido

Excipiente: celulose microcristalina, docusato de sódio, amidoglicolato de sódio, hiprolose, lactose monoidratada, óleo vegetal hidrogenado e estearato de magnésio.

nimesulida

Para que serve Nimesulida?

O medicamento é indicado para pacientes que estão em tratamento contra qualquer de condições que necessitem de atividade anti-inflamatória (contra a infamação), analgésico (contra dor) e antipirética (contra a febre).

Ação esperada de Nimesulida

A nimesulida contém possui propriedades com ação anti-inflamatória, que combatem a dor e a febre. O medicamento atua inibindo a enzima cicloxigenase, que está ligada a produção de uma substância chamada prostaglandina, promovendo a diminuição da dor e inflamação.

Contraindicações e riscos de Nimesulida

O medicamento é contraindicado para pacientes alérgicos a nimesulida ou qualquer outro medicamento presente no remédio. Pessoas que possuem histórico de reações de hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico ou outros anti-inflamatórios que não sejam esteroides. Histórico de reações hepáticas ao produto. Pacientes com úlcera péptica em fase ativa, ulcerações recorrentes ou tenham hemorragia no trato gastrintestinal. Pacientes com distúrbios de coagulação grave. Pacientes com insuficiência grave. Pacientes com mau funcionamento dos rins grave e pacientes com mau funcionamento do fígado.

Advertências e precauções

O uso do medicamento pode contribuir para a camuflagem de febres provenientes de infecções bacterianas, devido a isso, é de suma importância identificar o real problemas, e em casos de infecções bacterianas suspender a ingestão da nimesulida.

O uso também é contraindicado para pessoas que sofrem de dependência de álcool, outro conjunto de medicamentos ou outras substâncias conhecidas, uma vez que as mesmas podem trazer danos ao fígado.

Populações especiais

Uso em pacientes com distúrbios oculares

Em casos onde você possui um histórico reações nos olhos, como irritação, devido ao uso de anti-inflamatórios não esteroides, deve suspender imediatamente o uso da nimesulida e buscar um oftalmologista.

Uso em pacientes com asma

Usualmente os pacientes que sofrem com asma têm uma boa aceitação da nimesulida, porém não se pode ignorar totalmente o broncoespasmo (estreitamento dos brônquios que dificulta a respiração).

Alterações na habilidade de dirigir veículos e operar máquinas

O medicamento possui pouco ou até nenhum efeito sobre a habilidade de dirigir ou operar máquinas.

Interações medicamentosas de Nimesulida

O medicamento não deve ser consumido junto a drogas que tenham potencial dano ao fígado. O cuidado deve redobrado com pacientes que apresentam anormalidades hepáticas.

Interação do medicamento com alimento

Não existem dados que comprovem que exista uma interação da nimesulida com os alimentos, sendo considerado apenas uma interação mínima.

O recomendado é não ingerir o medicamento em jejum, assim como também é recomendado a suspensão de alimentos que provoquem a irritação gástrica durante o tratamento com o medicamento.

Interação medicamento – substância química

Não é aconselhado a ingestão de bebidas alcóolicas durante o tratamento.

Nimesulida na gravidez e amamentação

Gravidez

Não existem estudos que mostrem resultados negativos da nimesulida durante a gravidez. Entretanto, antes de iniciar o uso do medicamento é necessário avaliar os possíveis benefícios do medicamento para a gestante ou para o feto, isso só pode ser feito por um profissional da área da saúde responsável pelo pré-natal da gestação.

Amamentação

Não se têm dados que comprovem a excreção da nimesulida através da amamentação. Porém, o medicamento deve ser suspendido durante o período.

Modo de usar

O medicamento deve ser ingerido sempre após as refeições, e assim como todos os demais medicamentos não esteroides, o tratamento deve ter a menor duração possível. É importante lembrar que o consumo do médico só pode ser recomendado por um médico.

Uso em adultos e crianças de 12 anos

A dose mais recomendada do medicamento corresponde a 50 mg – 100 mg, que representa um ou meio comprimido. Existem casos mais específicos onde a dosagem pode ser dobrada, porém, nesses casos a dosagem só pode ser dobrada sendo prescrição médica.

O medicamento deve ser utilizado com cautela em adultos, e deve ser suspenso para pessoas que sofrem com problemas hepáticos, assim como pacientes com insuficiência renal.

O que devo fazer quando esquecer de usar este medicamento?

Em casos onde você esquece de tomar uma dose do medicamento, é recomendado que você tome a dose assim que lembrar. Caso quando lembrar já seja hora de tomar outra dose, você deve tomar somente uma dose e pular a primeira a qual você esqueceu. Isso deve ser feito uma vez que não se deve ingerir o medicamento em dose dupla de uma só vez.

Reações adversas da nimesulida

Reação muito comum: diarreia, enjoo e náuseas.

Reação incomum: prurido, rash e sudorese aumentada; flatulência (gases) e gastrite (inflamação do estômago); tonturas e vertigens (tontura com sensação de que as coisas estão rodando); hipertensão (pressão alta); edema (inchaço).

Reação rara: ansiedade, nervosismo e pesadelo; visão borrada; hemorragia (sangramento), flutuação da pressão sanguínea e fogachos (calores); disúria (dor para urinar), hematúria (sangramento na urina) e retenção urinária (dificuldade de urinar completamente); anemia e eosinofilia (aumento no sangue de uma célula de defesa do corpo, chamada de eosinófilo); hipersensibilidade (reação de defesa exagerada do organismo, alergia); hipercalemia (aumento de potássio no sangue); mal-estar e astenia (fraqueza generalizada).

Superdosagem de Nimesulida

Em geral, os sintomas apresentados devido à superdosagem do medicamento apresentam os sintomas: letargia, sonolência, dor no estômago, enjoo e vômito. Tais sintomas podem ser facilmente revertidos quando buscado a ajuda médica necessária. Em alguns casos mais raro, os sintomas de mostra mais agressivos no indivíduo. Nesses casos, é de suma importância que a pessoa a qual ingeriu a superdosagem se dirija a um hospital ou pronto socorro e solicite ajuda, informando a dosagem e o horário que ela foi ingerida.

 

Deixe uma resposta