Candidíase: o que é, sintomas, tratamento e tudo sobre


COMPARTILHE AGORA MESMO
Avalie este post

A Candidíase é uma doença que afeta de forma direta o corpo através de uma infecção causada pelo fungo candida, sendo em 80% a 90% dos casos a espécie de fungo candida albicanso causador do problema, mesmo que a doença possa ocorrer por outros tipos do fungo, só que este é o mais comum.

A doença tem grande ocorrência nas mulheres e afeta os órgãos femininos, mas pode ainda se apresentar em homens e afetar a mesma região, ou ainda de forma geral apresentando em homens e mulheres sintomas na pele, unhas, garganta, boca e corrente sanguínea.

Tipos de Candidíase

candidiase

Candidíase vaginal

Os tipos de Candidíase vão de acordo com o local onde a doença se apresenta, sendo a Candidíase vaginal na área da vagina, como o próprio nome já sugere, acometendo as mulheres com o sistema imunológico baixo e fraco, com flora vaginal desequilibrada.

Candidíase peniana

A candidíase peniana ocorre na região do pênis, sendo uma forma não muito comum da doença e necessitando de tratamento o mais rápido possível. Diabetes e higiene precária são um dos fatores que influenciam o surgimento da doença em homens, nessa região, causando sérios desconfortos e precisando de auxílio médico especializado.

Candidíase oral

A Candidíase oral ocorre na boca, podendo ser diagnosticada em idosos, crianças, pessoas com diabetes e ainda adultos que tenham contato íntimo desprotegido com pessoas já portadoras da doença. Se caracteriza como aftas na boca de proporções pequenas, causando dificuldade no momento de engolir.

Candidíase invasiva

A Candidíase invasiva é uma das formas da doença que apresenta sintomas que atingem de forma direta a corrente sanguínea e atacam pessoas com o sistema imunológico enfraquecido. Esse tipo da doença pode ocorrer muito em recém-nascidos devido a baixa imunidade, principalmente na época que ainda estão dentro do hospital, sendo considerada em alguns casos até uma infecção hospitalar.

Candidíase de esôfago

A Candidíase de esôfago é outra forma da doença, que ocorre de forma bem rara, atingindo pacientes com baixa imunidade, em especial pessoas com idade mais avançada, quando o vírus se desenvolve na região desse órgão causando desconfortos e complicações de saúde, necessitando de tratamento médico para o tratamento rápido do problema.

Candidíase na pele

Por fim, o último tipo de Candidíase é o de pele. Na Candidíase de pele os fungos encontram um espaço altamente propício à proliferação devido a sua propriedade de desenvolvimento mais facilitado em áreas de maior calor, umidade e ainda alimento, sendo elas as axilas, virilha, sob as mamas, entre os dedos das mãos e pés, parte interna das coxas, nádegas, barriga e pescoço.

Causas da Candidíase

A principal causa da Candidíase deve ser considerada o próprio fungo, que se instala no corpo, se desenvolve e acaba causando a doença que se apresenta de várias formas dependendo do local onde o fungo se encontra. Mas, pode-se dizer que existem situações onde o problema se agrava e ainda causa espaço propício para a proliferação dos fungos, como por exemplo, a falta de cuidados higiênicos com regiões do corpo de maior atrito, como axilas, virilhas e coxas, ambientes propícios ao desenvolvimento desse fungo. Outro ponto influenciador seria o sistema imunológico baixo e enfraquecido, se tornando incapaz de lidar com a e eliminação do fungo sozinho.

Fatores de risco

Os fatores de risco para o problema ser ainda mais agravado são:

  • Uso de antibióticos que, de forma indireta, chegam a matar as bactérias boas que vivem na região da vagina, tornando o ambiente propício ao surgimento do fungo
  • Aumento dos níveis de estrogênio no corpo
  • Consumo em larga escala de doces e carboidratos em geral
  • Sexo sem proteção
  • Uso de roupas úmidas
  • Ter um sistema imunológico enfraquecido

Sintomas da Candidíase

Os sintomas da Candidíase apresentam uma variação dependendo de qual seja o local onde se apresenta, mas de forma geral os principais sintomas e cada tipo da doença são:

  • Vaginal

– Coceira na região

– Dor e vermelhidão na área

– Corrimento vaginal de cor branca

– Relações sexuais com dores fortes

  • Peniana

– Coceira e ardência na região

– Corrimento branco

– Odor forte

– Relações sexuais com dores fortes

– Feridas na pele do pênis

  • Oral

– Vermelhidão, ardência e desconforto na boca

– Manchas brancas na região

– Dificuldade para engolir

– Rachaduras na parte mais externa da boca

  • Invasiva

– Febre

– Urina turva

– Dor de cabeça

– Vômitos frequentes

– Articulações inflamadas

  • Esôfago

– Dor no peito e ao engolir

– Vômitos e náuseas

– Perda do apetite

– Dor abdominal

  • Pele

– Escurecimento da pele

– Vermelhidão, coceira e queimação na região das dobras

– Saída de líquidos nas lesões

Procurando auxílio médico

O auxílio médico é essencial para conseguir lidar com o problema, pois o quanto mais rápido possível ele for diagnosticado e tratado, mais cedo a pessoa poderá se ver livre da ação do fungo sobre o seu corpo e poder viver uma vida com mais saúde. Os médicos que realizam o procedimento que vai desde a consulta ao tratamento são o Clínico Geral e Ginecologista. É preciso responder a todas as perguntas do profissional, contar sobre o comportamento do seu corpo nos últimos dias e realizar todos os exames necessários a fim de tirar todas as dúvidas a respeito e fazer o diagnóstico completo, que precede o tratamento e medicação para lidar com o problema.

Tratamento e medicamentos

Cada tipo de Candidíase traz um tipo específico de tratamento, mas de forma geral todos visam fazer com que o fungo para de se desenvolver nas regiões afetadas e os sintomas causados pelo desconforto de sua proliferação sejam descartados e amenizados. Os medicamentos usados para o tratamento da Candidíase são o Canditrat, Clocef, Clotrimazol, Darktarin, Flogo Rosa, Fluconazol, Colpistatin, Colpatrin, etc.

Candidíase tem cura?

A Candidíase tem sim cura, mas precisa de tratamento adequado para que seja erradicada de vez, tratando o problema e impedindo que o fungo instalado no corpo consiga se desenvolver ainda mais. Os tratamentos são em geral bastante eficazes e fazem com que em até duas semanas os sintomas da doença não seja  mais algo recorrente, eliminando em pouco tempo as ações do fungo sobre o corpo.

Convivendo com a Candidíase

Enquanto estiver realizando o tratamento da Candidíase, não importa qual seja o tipo, é necessário tomar devidos cuidados com a saúde, como:

  • Não fumar
  • Não consumir bebidas alcoólicas
  • Sempre fazer sexo protegido
  • Evitar alimentos gordurosos e ricos em açúcar
  • Evitar roupas quentes, apertadas e molhadas
  • Usar a medicação do tratamento de forma adequada e prevista pelo médico, seguida à risca

Prevenindo a Candidíase

O necessário para lidar com a Candidíase, mesmo após um tratamento de sucesso, é cuidar do corpo a fim de prevenir o surgimento da doença em uma próxima ocasião, ou ainda para quem nunca sentiu o problema fazer com que seu corpo esteja protegido de forma que ele nunca venha a se desenvolver causando danos à saúde. Dentre as medidas que devem ser levadas e consideração está a limpeza das regiões intimas e dobras, uso de preservativos em todas as relações sexuais, manter a alta imunidade no corpo e ainda usar peças intimas que sejam feitas de tecido de algodão. Cuide da sua saúde e evite a Candidíase!

Deixe uma resposta