30 semanas de gravidez

Gravidez semana a semana está entrando em sua reta final. Você está na semana de 30 de gravidez e só faltam 10 semanas para chegar a sua data de nascimento. Tanto o bebê que cresce em seu interior como no seu corpo continuam produzindo mudanças importantes.

A vantagem de seguir a gravidez semana a semana é que você pode cuidar melhor de maneira pontual. A partir da semana de trinta de gravidez tens de pensar no que você come para evitar azia, gases e outras moléstias abdominais e evitar a retenção de líquidos, que pode causar edemas nos tornozelos, mãos e rosto.

Mudanças no corpo da mulher grávida

Grávida com ultra-som

Para a 30-semana de gravidez, o útero mede cerca de 30 cm a partir da sínfise ísquio-púbico (10 cm acima do umbigo). O normal é que tenha engordado entre 11 e 15 kg até o momento.

É importante que disminuyas a ingestão de sal, para evitar a retenção de líquidos e que te dilatação dos tornozelos, das mãos e da face. De todos modos, devido à alteração do retorno venoso é normal uma leve inchaço de tornozelos ao final do dia, sobretudo, nos meses de calor ou depois de estar muitas horas de pé.

Na semana 30 da gravidez , você vai notar que o quadril e a pelve se começam a expandir-se para deixar mais espaço para o bebê continua crescendo. Você vai se sentir chateado quando o bebê se de pataditas nas costelas e o diafragma, e coincidam com a sua posição sentada. Levante-se para se sentir mais aliviada, dores pasarçan quando o bebê se mova para baixo.

Devido à pressão da cabeça do bebê na bexiga vai se sentir uma necessidade urgente de urinar e cada vez mais frequentemente. Às vezes podem escapar dashes de urina ao rir, espirrar ou tossir. É importante que você começar a exercitar os músculos da pélvis, com os exercícios de Labirinto, que lhe ajudarão muito de cara para o parto.

Você deve saber que, se tudo decorre com normalidade, as visitas ao ginecologista até às 36 semanas de gravidez são realizadas a cada 4-6 semanas.

Desenvolvimento e crescimento do bebê na gravidez

Feto-semana de 30 de gravidez

Na semana de 30 de gravidez, seu filho já pesa cerca de 1.350 gramas e mede cerca de 38 cm da cabeça aos pés. Sua aparência começa a mudar, já que a partir dessa semana vai começar a apagar as rugas da pele, graças ao armazenamento de gordura subcutânea, também conhecida como vérnix caseosa. Os ossos já estão desenvolvidos, mas ainda são macios e flexíveis. Para dotarles de firmeza, o bebê começa a armazenar ferro, cálcio e fósforo.

No sistema digestivo, no fígado, o estômago e o intestino vão assumindo progressivamente suas funções. O bebê já pode diferenciar entre sabores doces e salgados. No sistema respiratório, continua aumentando o número de bronquiolos respiratórios e alvéolos, mas se algo caracteriza a semana de 30 de gravidez é a maturação do sistema nervoso do bebê. Com relação ao sentido da audição, o bebê começa a ouvir melhor os sons graves (baixa freqüência), como o batimento cardíaco materno. Tem sobrancelhas, cílios e abre e fecha os olhos. Ainda o diâmetro de sua cabeça é maior do que o de seu abdômen, por isso é que crianças prematuras costumam ter uma cabeça desproporcional em relação ao resto do corpo. Estes diâmetros costumam investir para a semana 35 de gravidez.

Na consulta ao ginecologista, pode ouvir o batimento cardíaco do seu bebê. Você vai se surpreender seu ritmo muito rápido, muito mais alto do que o dos adultos. A freqüência cardíaca de um feto varia entre 120 e 160 batimentos por minuto, o que significa que duplica o ritmo cardíaco dos adultos.

A saúde e as emoções durante a gravidez

Os edemas podem causar fraqueza, dormência, formigamento e até mesmo a síndrome do túnel do carpo nas mãos e se devem ao aumento da retenção de água nos tecidos e a uma diminuição do retorno venoso devido à compressão que exerce o útero sobre os vasos sanguíneos.

Para evitar edemas siga estas recomendações: usar roupas confortáveis, que não oprima; evita o uso de meias ou meias que produzam compressão local nas pernas; não leve anéis nos dedos; descanse com as pernas elevadas; apoia as mãos no travesseiro, de maneira que fiquem mais altas do que os braços; dorme de lado para favorecer o retorno venoso; praticar exercício físico regularmente; faça exercícios circulatórios com os pés e descanse regularmente.

Você vai encontrar mais inquieta e nervosa à medida que se aproxima a data prevista de parto. Evita sentir stress ou ansiedade, porque ele pode ter um impacto negativo no desenvolvimento neuronal do seu bebê. Os exercícios de respiração e relaxamento ajudam a se recompor.

Dieta e alimentação para a grávida

Grávida com frutas

Convém levar uma dieta suave para diminuir as dores abdominais causadas por azia e acidez. O aumento do tamanho do útero desloca o intestino e o estômago para cima, favorecendo a passagem de sucos gástricos do estômago para o esôfago. Por isso, você pode sentir uma sensação de queimação no esôfago.

Para atenuar esses efeitos irritantes, convém fazer cinco refeições por dia, pouco abundantes, para que as digestões sejam leves. Na hora de comer, sente-se e tome o tempo necessário para comer com tranquilidade. Mastiga bem os alimentos. Evite as gorduras, as especiarias e os picantes. Cozinha os alimentos assados, cozidos ou no vapor. Limita o consumo de fritos. Coloque uma almofada na cama, para que ao deitar estar um pouco incorporada. Se persistirem as dificuldades, o médico pode prescribirte antiácidos.

Curiosidades da semana de 30 de gravidez

Manter um nível ótimo de atividade física é importante para todas as mulheres grávidas. As mulheres praticavam esporte regularmente antes de engravidar podem continuar, excluindo os esportes violentos ou de competição, os movimentos bruscos, os saltos, a flexão excessiva das articulações e dos impactos corporais. As mulheres não habituadas ao exercício podem caminhar, nadar, fazer yoga ou tai chi chuan, com o objetivo de manter o corpo tonificado e prevenir a rigidez muscular.

Durante o exercício, é normal experimentar um aumento da frequência cardíaca e se este sinal é acompanhada de dificuldade respiratória, é aconselhável diminuir a intensidade da atividade em questão.

É o momento de começar os cursos de preparação para o parto. É conveniente que perguntar a parteira o seu centro de saúde, já que é ela que dá os cursos a que é aconselhável que acudas com o seu parceiro.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *